Furos e flagras dos famosos

ULTIMA NOTÍCIAS

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Marido de Ângela Bismarchi não pode operar, diz órgão regulamentador

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica divulgou comunicado nesta quarta, 13, dizendo que Wagner Moraes não é credenciado à instituição.


Raquel Santos (Foto: Marcos Mello/ Divulgação)
A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica se manifestou nesta quarta-feira, 13, a respeito da morte da modelo Raquel Santos, de 28 anos, e finalista do concurso Musa do Brasil, que faleceu depois de se submeter a um procedimento estético no rosto.
Apesar do laudo final da morte da modelo ainda não ter sido divulgado, a entidade regulamentadora afirmou em comunicado que o cirurgião plástico Wagner Moraes, marido da modelo Ângela Bismarchi, não poderia operar por não ser credenciado ao órgão, nem titulado para tal.


"Médicos como o doutor W. M., que se denominam 'cirurgião plástico' sem nunca ter sido titulado para tal, ludibriam seus pacientes, abusando de sua boa-fé e criminalizam o exercício da profissão à guisa do que preconiza a Comissão Mista de Especialidades formada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Associação Médica Brasileira, Conselho Federal de Medicina e Comissão Nacional de Residência Médica do Ministério da Saúde, únicos a regulamentar o reconhecimento do médico especialista, como acomoda o Decreto da Presidência da República 8.516/15 ( www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Decreto/D8516.htm)", diz trecho do comunicado, que pede a ainda a investigação da utilização irregular da titulação feita por Wagner (Confira a ímtegra do comunicado abaixo).


Entenda o caso
Raquel Santos uma das finalistas do concurso Musa do Brasil, morreu no fim da tarde desta segunda-feira, 11, após se submeter a um procedimento estético de preenchimento no rosto.  A jovem, que é de Niterói, no Rio, representava Mato Grosso no Musa do Brasil. Ela era casada e tinha dois filhos, Caíque, de 13 anos, e Liam, de 7.
Comunicado da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
"É com grande pesar que a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica tomou conhecimento, nesta terça-feira (12/01), sobre a morte da modelo R. S., por parada cardíaca, depois de ser submetida a procedimento de cirurgia plástica pelo doutor W. M., desconhecido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, única a titular especialistas no país.

Solidarizamo-nos com a família enlutada neste momento tão triste quanto inesperado.
Também repudiamos veementemente a atuação de médicos não especialistas em cirurgia plástica, que por falta de formação especifica, colocam em risco a segurança e a vida de seus pacientes conquanto descumprem indiscriminadamente os ditames legais.

Médicos como o doutor W. M., que se denominam "cirurgião plástico" sem nunca ter sido titulado para tal, ludibriam seus pacientes, abusando de sua boa-fé e criminalizam o exercício da profissão à guisa do que preconiza a Comissão Mista de Especialidades formada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Associação Médica Brasileira, Conselho Federal de Medicina e Comissão Nacional de Residência Médica do Ministério da Saúde, únicos a regulamentar o reconhecimento do médico especialista, como acomoda o Decreto da Presidência da República 8.516/15 ( www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Decreto/D8516.htm).

Wagner Moraes: titulação indevida
É preciso que o Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro, Conselho Federal de Medicina investiguem duramente o caso para apurar a relação entre o procedimento ocorrido na clínica e a morte de R. S., assim como é imprescindível fiscalizar a utilização irregular da titulação de "Cirurgião Plástico", feita pelo mesmo doutor e por outros profissionais na tentativa de transmitir uma imagem de formação, perícia e competência que não possuem.
A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, luta e continuará lutando exaustivamente, para garantir transparência e segurança, para os pacientes brasileiros que necessitam de serviços médicos de qualidade comprovada, cumprindo todos os expedientes possíveis para evitar eventos trágicos como este e combater com pulso firme o exercício ilegal por profissionais não habilitados e sem formação científica. É necessário que os órgãos legalmente investidos de poderes para fiscalização da Medicina no país, promovam ações imediatas e efetivas, para evitar que mais vidas sejam ceifadas, devido ao exercício da cirurgia plástica por médicos não especialistas.

São Paulo, 13 de janeiro de 2016.

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP"
FUROS E  FLAGRAS DOS FAMOSOS NAS REDES SOCIAIS

 
Marido de Ângela Bismarchi não pode operar, diz órgão regulamentador
  • Title : Marido de Ângela Bismarchi não pode operar, diz órgão regulamentador
  • Posted by :
  • Date : janeiro 13, 2016
  • Labels :
  • COMENTAR
  • Facebook COMENTAR

0 comentários :

Namorada comenta nude vazada de Leo Stronda: "Deixa falar, eu que pego"

Namorada comenta nude vazada de Leo Stronda: "Deixa falar, eu que pego"
A namorada de Leo Stronda, Greicy Santos, resolveu responder os internautas depois que suas redes sociais

Pri Soares a musa Fitness esbanja sensualidade quando o assunto é praia sol e biquíni

Pri Soares a musa Fitness esbanja sensualidade quando o assunto é praia sol e biquíni
A Musa fitness Priscila Soares, aproveitou 2 dias de sol no Rio de Janeiro para fazer um ensaio sensual com seus novos biquínis na praia da Urca

Deborah Secco tranquiliza os fãs após ser internada

Deborah Secco tranquiliza os fãs após ser internada
Atriz teve uma traqueobronquite e teve que se afastar das gravações de Malhação
Top