Furos e flagras dos famosos

ULTIMA NOTÍCIAS

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Famosos repercutem caso de menina que sofreu estupro coletivo no Rio

Mônica Iozzi, Claudia Ohana e Carolina Dieckmann se pronunciaram nas redes sociais. Segundo G1, vítima teria sido abusada por cerca de 30 homens

Monica Iozzi, Claudia Ohana e Carolina Dieckmann: famosas repercutiram nas redes sociais sobre caso de menina de 16 anos que sofreu estupro coletivo (Foto: EGO | Instagram)
Monica Iozzi, Claudia Ohana, Carolina Dieckmann, Giselle Batista, Sophia Abrahão e Marília Gabriela foram algumas das famosas que usaram as redes sociais, nesta quinta-feira, 26, para repercutir o caso da menina de 16 anos que sofreu estupro coletivo em uma comunidade da Zona Oeste do Rio, na segunda-feira, 23.
Segundo G1, a menina foi levada na manhã desta quinta-feira para o setor de ginecologia do Hospital Maternidade Maria Amélia, que é anexo ao Souza Aguiar, para fazer exames. A polícia já identificou dois dos criminosos, que terão as prisões preventivas pedidas. A vítima passou a madrugada no Instituto Médico-Legal e já foi ouvida na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), que investiga o caso. O Ministério Público informou que está acompanhando o caso e que já recebeu 800 denúncias, pela ouvidoria.

Monica Iozzi foi uma das primeiras famosas a se
manifestar: "Hoje não há espaço para a alegria"
No Twitter, Mônica Iozzi desabafou: "Hoje não há espaço para a alegria. O corpo de uma menina foi violentado, sua alma foi dilacerada por 30 homens." Caio Blat repercutiu o desabafo de Iozzi e comentou: "Covardes nojentos. Cadeia para todos."
Marília Gabriela também se manifestou. "Ela foi vítima de um estupro coletivo. E agora? Você lê a notícia e faz o que com o resto do seu feriado? E com sua revolta, a dor de estômago, de que maneira estanca suas lágrimas e tira o nó doído da garganta?", escreveu.
Monica Iozzi: "Hoje não há espaço para a alegria. O corpo de uma menina foi violentado, sua alma foi dilacerada por 30 homens."
Claudia Ohana: "Isso não pode mais acontecer! Uma menina de16 anos sendo violentada por 33 homens. Aonde estamos? Que mundo é esse? #RespeitemAsMulheres #QueremosJustiça."
Marília Gabriela: "Uma menina de 16 anos, saindo do hospital com a mãe. Ela foi vítima de um estupro coletivo. E agora? Você lê a notícia e faz o que com o resto do seu feriado? E com sua revolta, a dor de estômago, de que maneira estanca suas lágrimas e tira o nó doído da garganta? Sobre a condição feminina, você pensa o quê? E a vergonha, a sensação de desamparo, essa consciência coletiva de que fomos todos estuprados, mulheres e homens, em plena sociedade no século 21, o que fazer com ela? O horror, o horror..."

Giselle Batista também se manifestou na web

Giselle Batista compartilhou uma imagem com dizeres "Não foram 30 contra 1. Foram 30 contra todas. Exigimos Justiça! Esse caso não pode ficar impune. Mulheres à luta", e a legenda: "Que sociedade doente."
Sophia Abrahão: "Absolutamente chocada... O que que está acontecendo? E filmaram... E postaram... E compartilharam... Onde isso vai parar? #Luto."
Nathalia Dill: "Pelo amor de Deus! Isso tem que parar! A brutalidade contra a mulher não pode mais ser banalizada! 30 homens... Como assim? A revolta é muito grande! #Luto."
Camila Pitanga: "Sufocada, consternada e muito triste com os casos de estupros coletivos ontem no Rio de Janeiro e no Piauí."

Giselle Itié: "A CULPA É... A culpa é daquele político que diminui as mulheres em suas falas e seus seguidores aplaudem. A culpa é da mídia que sexualiza as mulheres em todos seus produtos. A culpa é do jornal que faz pouco caso para os casos seguidos de estupro. A culpa é do grupo de whatsapp que viraliza vídeos íntimos. A culpa é da cultura machista que aceita tudo isso passivamente. A culpa é da cultura machista que faz tudo isso ativamente. A culpa é minha que faço parte dessa sociedade e pouco agi para muda-la. A culpa é do estuprador, que não se vê como tal e se sente no “seu papel de homem”. A culpa é dele. Dele. Especialmente dele. A culpa NÃO é da vítima. Nunca será da vítima. Bêbada, drogada, com roupa curta, sem roupa, não importa. A culpa jamais será da vítima. 30 homens estupraram uma mulher. 30. Filmaram. Não tiveram vergonha de seus atos e ainda divulgaram. Para quem pensa que isso é um caso isolado, saiba que a cada 11 minutos uma pessoa é estuprada no Brasil. 47.600 vítimas apenas em 2014. Como parar isso?"
Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página 

no Facebook


Carolina Dieckmann em seu perfil no Instagram: atriz compartilhou ilustração em solidariedade ao caso
Famosos repercutem caso de menina que sofreu estupro coletivo no Rio
  • Title : Famosos repercutem caso de menina que sofreu estupro coletivo no Rio
  • Posted by :
  • Date : maio 26, 2016
  • Labels :
  • COMENTAR
  • Facebook COMENTAR

0 comentários :

Namorada comenta nude vazada de Leo Stronda: "Deixa falar, eu que pego"

Namorada comenta nude vazada de Leo Stronda: "Deixa falar, eu que pego"
A namorada de Leo Stronda, Greicy Santos, resolveu responder os internautas depois que suas redes sociais

Pri Soares a musa Fitness esbanja sensualidade quando o assunto é praia sol e biquíni

Pri Soares a musa Fitness esbanja sensualidade quando o assunto é praia sol e biquíni
A Musa fitness Priscila Soares, aproveitou 2 dias de sol no Rio de Janeiro para fazer um ensaio sensual com seus novos biquínis na praia da Urca

Deborah Secco tranquiliza os fãs após ser internada

Deborah Secco tranquiliza os fãs após ser internada
Atriz teve uma traqueobronquite e teve que se afastar das gravações de Malhação
Top